Aprender a Ler e Avaliar a Leitura – O TIL: Teste de Idade de Leitura

Na procura constante de instrumentos de auxílio a aplicar aos alunos, no âmbito dos processos de referenciação e consequente avaliação, deparei-me com este livro. Adquiri-o. Penso que pode constituir um instrumento útil no processo de avaliação da leitura.
Na página da editora, refere o seguinte:
Este livro centra-se sobre a aprendizagem da leitura e sobre as dificuldades que podem surgir nesse processo. Organiza-se em três partes. Na primeira procede–se à revisão da investigação científica sobre a aprendizagem da leitura, apresentando as diversas propostas que sobre ela foram surgindo, incluindo a perspectiva da leitura global até à perspectiva interactiva mais recente. Na segunda parte revêem-se os modelos explicativos da dislexia de desenvolvimento, enquadrando os défices revelados pelas crianças disléxicas no processo de aprendizagem da leitura e da escrita. Finalmente, apresenta-se o TIL, o Teste de Idade de Leitura, um contributo prático na triagem de crianças com dificuldades de aprendizagem da leitura.
Índice

1.Leitura e escrita: modelos de leitura hábil e modelos desenvolvimentais
2.Dislexia
3.Contributo para Diagnóstico das Dificuldades de leitura em Português Europeu: O TIL – Teste de Idade de Leitura
 
Autoria: João Adelino santos, Publicada por JAS em 14:52, quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

Junho 8, 2010 at 9:50 am Deixe um comentário

Design ajuda crianças Disléxicas

 

 

 

 

 

 

 

 

Conciliar a visão, o som e o movimento pode ser uma ajuda para as crianças disléxicas. A dificuldade em aprender a ler pode ser simplificada. Um recente projecto electrónico, que será apresentado nos Estados Unidos só em Fevereiro, promete ser uma ajuda para educadores e professores.
A investigação na área da Arte e do Design resultou num método, desenvolvido pela Universidade de Cincinnati, nos EUA, aplicado à língua inglesa. O objectivo é melhorar as capacidades de leitura de crianças entre os 9 e 11 anos.
O projecto consiste em associar o desenho da letra a algum objecto com esse som. “A criança com dislexia consegue ler a letra ‘b’. Mas não consegue rapidamente lembrar-se que, a esse símbolo, associamos o som ‘bê'”, explica Renee Seward, ligada ao projecto.
A investigadora refere ainda que é essencial saber que a dislexia não se deve a problemas de percepção visual. Está enraizada na memória. Os indivíduos com dislexia têm dificuldade em fazer uma ligação rápida entre um som e a letra que representa esse som. O projecto, com o título Reading by Design: Visualizing Phonemic Sound for Dyslexic Readers 9-11 Years Old, será apresentado nos EUA e em Espanha nos próximos meses.

Autoria: (Expresso Publicada por JAS em 14:28 sábado, 30 de Janeiro de 2010 Design ajuda crianças disléxicas)

Junho 8, 2010 at 9:38 am 1 comentário

Aprenda a Ler

 longjumpRio

— 15 de janeiro de 2008 — Kit Educativo da Long Jump.

Junho 7, 2010 at 11:07 pm Deixe um comentário

Livro com actividades


Veja aqui: Histórias a rimar para ler e brincar

LER a partir dos 6 anos
GUIA DE LEITURA
MARIA ALZIRA CABRAL

Maio 18, 2010 at 11:47 pm 4 comentários

TRABALHANDO COM OS SONS

Autor: Valderez Prass Lemes
Descrição:

Autoria: Valderez Prass Lemes
Fonoaudióloga (CFFa 3633)
Especialista em Audiologia a Especialista em Linguagem.
Coordenadora do CRIFAL Centro de Reabilitação Integrado da Fala, Audição a Linguagem.

Trabalhando com os sons é um CD-Rom que tem por objectivo desenvolver habilidades auditivas em crianças pré-escolares e em fase de alfabetização. Surgiu a partir da observação das dificuldades apresentadas por tais crianças que, mesmo portadoras de limiares auditivos normais, apresentam défice de detecção, atenção, reconhecimento, análise, síntese a de fechamento auditivo, prejudicando a compreensão de mensagens auditivas. Estas dificuldades podem gerar inadequações de linguagem oral, leitura a escrita.

O CD-Rom é apresentado pela personagem Florinda, que fará a narração dos enunciados, dando as explicações necessárias à realização das actividades. Na tela inicial a personagem está num jardim, onde visualizamos 7 pedras coloridas, cada uma delas correspondentes aos módulos auditivos que serão trabalhados.

As telas das actividades são compostas de:
1. Enunciado que está escrito e é falado por Florinda;
2. Botão SOM que, após clicado, imitirá o som correspondente ao que é pedido no exercício;
3. Desenhos na barra de navegação;
4. Sistema de controle de acertos a erros embutido no programa para a criança acompanhar o seu desempenho durante a realização dos exercícios.

Maio 18, 2010 at 11:15 pm 7 comentários

Iniciação à escrita e à leitura – Método Fonomímico


Iniciação à escrita e à leitura – Método Fonomímico.

Paula Teles acabou de publicar mais um livro do “Método Fonomímico”.

O “Parque dos Fonemas” é um livro, multissensorial, de iniciação à leitura e à escrita, para crianças do pré-escolar e 1º ano. Foi elaborado de acordo com os textos de Apoio para Educadores de Infância e do PNEP, editados pelo Ministério da Educação. É acompanhado de um CD com as Cantilenas do Abecedário, Autocolantes e de um Livro de Apoio com as Letras em Relevo. As letras vogais são apresentadas por cinco amigos que foram visitar o Parque dos Fonemas, as letras consoantes são apresentadas por animais. Para cada personagem foi criada uma história-cantilena e um gesto. As crianças observam as imagens de cada personagem, ouvem e cantam as suas histórias-cantilenas, mimam os gestos e repassam com o dedo pelas letras em relevo. Descobrem, com prazer e entusiasmo, a relação entre os sons da linguagem oral e as letras do alfabeto e, de degrau em degrau, vão progredindo nas competências da leitura e da escrita.

Maio 15, 2010 at 11:39 pm 2 comentários

Dislexia Método Fonomímico: Abecedário e Silabário


Dislexia Método Fonomímico: Abecedário e Silabário
Paula Teles (2008)

Os exercícios apresentados neste volume enquadram-se no conjunto dos materiais do Método Fonomímico segundo uma progressão estruturada guiando os passos da aprendizagem de competências que constituem os alicerces de uma descodificação rápida e eficaz das palavras escritas. Assim, é dada ênfase ao Princípio Alfabético, tomando em conta o necessário desenvolvimento da Consciência Fonológica, e em particular da Consciência Silábica e Fonémica. O ensino das Correspondências entre Grafemas e Fonemas é reforçado recorrendo ao treino de Fusão Fonémica, operação fundamental da leitura.

Maio 15, 2010 at 11:31 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Com o nosso Blog …

Pretendemos com a nosso trabalho de investigação poder contribuir para uma estimulação e preparação da aprendizagem facilitadora da leitura nas crianças.
Agradecemos a colaboração de quem nos visita.
Muito Obrigada, pela visita.

  • 60,925

Calendário

Dezembro 2016
M T W T F S S
« Jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Categorias

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

Feeds